Oito crianças são resgatadas de caverna da Tailândia

Oito meninos que ficaram presos na caverna inundada de Tham Luang, no norte da Tailândia, estão a salvo. Quatro haviam saído ontem e outros quatro saíram nesta segunda-feira, dia 9. Os trabalhos para resgatar as outras quatro crianças e o monitor que ainda estão lá dentro foram suspensos hoje para a reposição dos cilindros de ar ao longo do túnel e serão retomados amanhã. De acordo com fontes oficiais, o grupo que saiu hoje está "salvo e consciente" e os que permanecem na caverna estão em bom estado de saúde.

A operação de domingo, quando foi realizada a primeira etapa dos trabalhos, foi chamada de “um sucesso maior do que esperávamos” por Narongsak Ossotanakorn, o coordenador dos trabalhos de resgate. Dezoito mergulhadores – cinco tailandeses e 13 de outras nacionalidades – escoltaram os quatro primeiros jovens em uma operação por etapas, em que cada resgatado foi acompanhado por dois mergulhadores especialistas para ajudá-los a superar os pontos mais perigosos.

Os trabalhos de salvamento foram suspensos na noite de domingo para a colocação de novos cilindros de oxigênio ao longo dos quatro quilômetros que os jovens devem percorrer para sair da caverna e foram reiniciados às 11h (1h de Brasília) desta segunda-feira. Na operação de hoje decidiu-se que os mergulhadores da primeira missão também estarão nessa, liderados pelos mesmos britânicos que há oito dias localizaram os meninos 400 metros adiante de onde se calculava que estavam. São os que melhor conhecem o terreno.

Período de quarentena

Mandamos a equipe ao interior da caverna por volta das 11 da manhã. Esperamos ter boas notícias em algumas horas”, afirmou o coordenador. E chegaram. O método foi semelhante ao utilizado no domingo. Um mergulhador foi na frente de cada garoto e outro atrás. O primeiro guia o menino e leva os cilindros de oxigênio; o segundo fica como apoio caso surjam dificuldades. Os garotos, que recém-aprenderam a nadar e mal sabem mergulhar, utilizam máscaras que cobrem todo o seu rosto, o que facilita sua respiração.

Após as retiradas, os meninos foram levados ao hospital provincial de Chiang Rai, a 70 quilômetros da caverna. Lá ficarão em um período de quarentena para se recuperar, durante o qual ainda não será permitido o contato com seus familiares, disse o coordenador.

Os quatro meninos salvos no domingo estão em bom estado de saúde, disse Narongsak, mas ainda estão muito fracos e seu sistema imunológico está baixo, de modo que o contato com outros seres humanos pode contaminá-los com alguma doença.

Identidades preservadas

As identidades dos resgatados não foram informadas. Oficialmente são conhecidos somente como “Javali 1”, “Javali 2” etc em referência ao nome da equipe de futebol a qual pertencem, os “Javalis Selvagens”.

O primeiro-ministro tailandês, Prayut Chan-Ocha, chegará nesta tarde à área de operações para supervisionar o grande aparato de resgate, do qual participam 90 mergulhadores: 40 tailandeses e 50 de outras nacionalidades.

Os doze meninos e o monitor deles ficaram presos na caverna em 23 de junho, quando uma forte chuva a inundou. Desaparecidos durante nove dias, mergulhadores britânicos os localizaram na segunda-feira, dia 2. Desnutridos, desorientados, mas vivos.

Fonte: El Pais

Compartilhe