Missão Cristã Mundial
Arrow
Arrow
Slider

Atentado em Las Vegas deixa 58 mortos e mais de 500 feridos

Um ataque a tiros em Las Vegas, nos EUA, deixou ao menos 58 pessoas mortas e mais de 515 feridas na noite deste domingo, dia 1º de outubro. O atentado teve como alvo o público do festival Route 91 Harvest, um evento ao ar livre com shows de música country, nas proximidades do hotel do cassino Mandalay Bay. 

O autor do tiroteio é um homem de 64 anos, identificado como Stephen Paddock, que abriu fogo contra as pessoas que assistiam à apresentação do cantor Jason Aldean. O atirador disparou contra as vítimas da janela de um quarto do luxuoso hotel e se matou antes da chegada da polícia.

O Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado nesta segunda-feira (02/10), mas o FBI negou que o atirador tenha qualquer ligação com o grupo terrorista. As autoridades ainda investigam a motivação do atentado.

Sem ligação com o terrorismo

O presidente Donald Trump descreveu o ataque como "puro mal". Ele elogiou os esforços dos serviços de emergência, dizendo que sua velocidade "milagrosa" salvou vidas e anunciou que estaria visitando Las Vegas na quarta-feira. O ataque é o pior na recente história dos EUA.
 
Os motivos de Paddock ainda não são claros. O xerife de Las Vegas, Joe Lombardo, descreveu o tiroteio como um ataque de "lobo solitário"."Não temos ideia do que era o seu sistema de crenças", disse ele.

Um comunicado da polícia disse que o tiroteio começou às 22:08 hora local no domingo (05:08 GMT na segunda-feira). Paddock veio da pequena cidade de Mesquite, a cerca de 60 milhas a 100 km a nordeste de Las Vegas e residiu no hotel desde 28 de setembro.

A polícia em Mesquite procurou suas instalações e recuperou uma série de armas. Mas eles dizem que não havia passagem pela polícia no passado. Uma segunda propriedade também foi pesquisada.

Fonte: El País, BBC News